8 gráficos que mostram quem são os imigrantes que escolheram os EUA como lar

País é formado por ondas de imigração. Ainda assim, em muitos capítulos de sua história, houve controvérsia em relação aos recém-chegados.

Matéria original: https://noticias.r7.com/internacional/8-graficos-que-mostram-quem-sao-os-imigrantes-que-escolheram-os-eua-como-lar-30112018

Quase 14% da população atual dos EUA nasceu no exterior - REUTERS/Lucy Nicholson/25.11.2018

Os EUA são um país formado por ondas de imigração - ainda assim, em muitos capítulos de sua história, houve controvérsia em relação aos recém-chegados.

Um olhar mais atento àqueles que escolheram viver no país revela as grandes mudanças que ocorreram ao longo do tempo e a contribuição dada pelos imigrantes.

Moradores dos EUA nascidos no exterior

Quase 14% da população atual dos EUA nasceu no exterior. O percentual representa um aumento acentuado em relação à baixa histórica registrada em 1970, quando chegou a menos de 5%, mas é aproximadamente o mesmo que vigorou de 1870 a 1910.

Após uma onda de desembarques da Europa no fim do século 19, a imigração caiu drasticamente - de cerca de um milhão por ano em 1910 para apenas 165 mil em 1924. Isso foi resultado em grande parte da limitação no número de imigrantes de determinados países, mas a turbulência econômica da Grande Depressão e as duas guerras mundiais também desempenharam um papel importante.

Na segunda metade do século 20, as cotas aumentaram e políticas destinadas ao reagrupamento familiar foram introduzidas. Em 1986, foi concedida anistia a muitas pessoas que viviam ilegais nos EUA.

Hoje, a população nascida no exterior varia muito de acordo com a região do país - vai de menos de 5% em partes do sudeste e centro-oeste, a mais de 20% em Estados como Califórnia, Flórida, Nova Jersey e Nova York.

Os filhos da nação